Posts tagged ‘G4’

Sport quebra invencibilidade do Petrolina no Sertão

Por Bruno Petronilo

O Petrolina não está mais invicto dentro de casa. Na tarde deste domingo (04) a Fera Sertaneja perdeu a invencibilidade diante do Sport. Mesmo sem jogar bem, o Leão acabou vencendo com um gol no finalzinho do jogo marcado por Jael. O Petrolina deixou o G4 com o resultado. Já o Sport segue em 2º lugar na cola do Salgueiro.

O Primeiro tempo foi fraco sem muitas emoções. O Sport se postou bem na marcação e não permitiu que o Petrolina levasse muito perigo para Magrão. Por outro lado o time rubro-negro também esbarrou na defesa adversária e errou muito no passe final. Mas foi o Leão quem teve as melhores chances da etapa inicial.

Aos dez minutos o Sport teve a melhor chance da primeira parte do jogo. Após cruzamento de Renê, Willians se antecipou ao zagueiro e chutou, mas a bola explodiu na trave. O Petrolina buscou atacar, mas não finalizou muito. Quando conseguiu não assustou Magrão.

Só aos 33 minutos é que o goleiro leonino teve trabalho. Julinho bateu falta e Magrão defendeu em dois tempos. No minuto seguinte Willians passou por dois zagueiros e chutou de bico. Jaílson segurou firme e garantiu o 0x0 do primeiro tempo.

Na etapa final o Petrolina acordou e começou exercendo uma pressão. Os primeiros oito minutos foram dominados pela Fera Sertaneja. Mas depois o time teve um jogador expulso e viu o Sport mandar na partida. O Leão teve as melhores chances, mas ainda assim encontrou dificuldades para balançar as redes.

Na base da pressão o Petrolina quase abriu o marcador no primeiro minuto. Wellinton arrancou pela direita e cruzou, mas Souza pegou mal na bola. Aos oito minutos outra vez Wellinton chegou com perigo, desta vez ele mesmo chutou, mas Hamílton travou e salvou o Sport.

A Sequência do lance mudou a história do jogo. O Sport armou um contra-ataque. E quando Diogo ficou cara a cara com o goleiro foi derrubado por Geovane antes de entrar na área. O Jogador do Petrolina foi corretamente expulso. A partir daí o Sport passou a mandar no jogo. Mazola mexeu no time colocando uma equipe mais ofensiva e deu resultado.

Mas os erros nos passes finais, impediu o Leão de chegar ao gol. Aos 15 minutos saiu o primeiro lance mais perigoso. Marcelinho tocou para Jael que chutou na saída de Jaílson. A Bola passou raspando à trave. Outro bom lance do Sport só aos 30 minutos. Thiaguinho fez boa jogada pela linha de fundo e cruzou para Roberson. Mas o atacante chutou em cima do zagueiro.

Os minutos finais foram destinados a Jael. O atacante rubro-negro chegou a ser vilão, passou perto de ser expulso e acabou sendo o herói da partida. Aos 41 minutos de jogo ele recebeu nova bola na área e na saída de Jaílson tocou, mas a bola passou muito perto, outra vez, e foi para fora. Irritado com o gol perdido o atacante chutou a placa de publicidade. Era para receber cartão amarelo e como já tinha receberia o vermelho, mas o juiz deixou passar.

Aí aos 45 minutos Jael se tornou o herói. Renato fez boa jogada e cruzou para o atacante que cabeceou para o fundo do gol e fez o gol da vitória rubro-negra. O Petrolina teve pouco tempo, mas não teve forças para reagir ao golpe e acabou vendo escapar a vaga no G4 e sua invencibilidade dentro de casa.

Ficha do Jogo

Petrolina: Jaílson; Gustavo, Lau, Wílton e Jefferson Petrolina; Fábio, Sinho, Geovane e Júlio; Souza e Wellinton(Getúlio)  Técnico: Pedro Manta

Sport: Magrão; Thiaguinho, Tobi, Bruno Aguiar e Renê(Renato); Hamílton, Rivaldo(Marquinhos), Diogo(Roberson) e Marcelinho Paraíba; Willians e Jael. Técnico: Mazola Júnior

Árbitro: Emerson Sobral    Assistentes: Elan Vieira e Paulo Stefanello

Gols: Jael (Sport)

Cartão Amarelo: Wellinton, Lau (Petrolina) Jael, Marcelinho Paraíba, Renê (Sport)

Cartão Vermelho: Geovane (Petrolina)

Anúncios

04/03/2012 at 18:13 Deixe um comentário

Santa Cruz indefinido para confronto direto pelo G4

O Santa Cruz entra em campo nesta quarta-feira (22) para o confronto direto por uma vaga no G4 do Campeonato Pernambucano. O Tricolor do Arruda encara o Petrolina que neste momento ocupa a 4ª posição com 18 pontos, um a mais que o Santa Cruz. O Time terá seis desfalques para a partida de logo mais.

Zé Teodoro segue sem poder contar com o goleiro Tiago Cardoso, o lateral-direito Eduardo Arroz, os meias Weslley e Natan e o atacante Branquinho. Todos vetados pelo Departamento Médico tricolor. Sem falar no zagueiro Everton Sena suspenso pelo terceiro amarelo.

A Dúvida maior do treinador está no setor ofensivo. Ele não sabe se escala Léo ou Renatinho no meio de criação ao lado de Luciano Henrique. Ou se opta por escalar a equipe com três atacantes. Nesse caso Dênis Marques, Carlinhos Bala e Geílson formariam a linha de frente do time com Luciano Henrique sozinho na criação. O setor de marcação ficará sob a responsabilidade de Memo e Anderson Pedra.

Anderson Pedra, por sinal, retorna ao time após passar alguns jogos no banco. Ele espera se sair bem diante da fera sertaneja para recuperar o posto de titular. Pois é, no último treino entrei como titular e espero ir bem contra o Petrolina, dar o mesmo ritmo de que quando cheguei e fiz os primeiros jogos”, , afirmou. O Volante também comentou sobre o que muda quanto a entrada de Léo ou Renatinho. “Eu e o Memo somos bem parecidos na marcação. Quando jogamos com o Léo a gente tem um volante também que sabe sair pro jogo e tem um bom passe. No caso de Renatinho, a gente ganha em velocidade e habilidade”, concluiu.

Enquanto não define a equipe que vai à campo o técnico Zé Teodoro afirmou em sua entrevista coletiva que o confronto com o Petrolina será decidido no meio-campo. Nossa preocupação é num todo, mas o importante é somar pontos e acredito que quem ganhar o meio-campo ganha o jogo”, disse o treinador coral.

Ele também ressaltou a boa fase do adversário, principalmente no setor defensivo. Mas espera furar o bloqueio sertanejo. O adversário não está na situação em que se encontra por acaso. Começa, primeiro, por você ter uma defesa consistente, a menos vazada. Então, nós temos que encontrar meios, procurar explorar e anular alguns pontos e esperar para que nossos atacantes estejam numa noite feliz”, concluiu.

O Santa Cruz deve entrar em campo com Diego Lima; Diogo, Leandro Souza, André Oliveira e Dutra; Memo, Anderson Pedra, Léo (Renatinho) e Luciano Henrique; Carlinhos Bala e Dênis Marques.

22/02/2012 at 12:57 Deixe um comentário

Jogadores e torcida do Sport fazem festa após vitória sobre o Paraná

Por Bruno Petronilo

Após a vitória sobre o Paraná a festa foi grande na Ilha do Retiro. Jogadores e torcedores enlouqueceram de alegria ao saber da derrota de Vitória e Bragantino que deixaram o Leão no G4 e muito perto do acesso. Veja um pouco da festa:

20/11/2011 at 22:45 Deixe um comentário

Roberson comenta a importante vitória que deixou o Leão no G4

Por Bruno Petronilo

Um dos destaques da partida contra o Paraná, o atacante Roberson falou sobre  a importância do resultado para a luta pelo acesso. Autor de dois gols ele disse que o time soube jogar diante do Paraná, trabalhou bem a bola e entrou com vontade para vencer.

Para o atacante agora é manter a concentração para buscar o acesso em Goiânia. Ele disse que apesar do Vila Nova estar rebaixado, o jogo não será fácil. Roberson destacou que a união do grupo e o empenho de todos ajudaram, além dos resultados, ao Sport à chegar na situação de só depender dele.

Roberson também comentou sobre a comemoração após o jogo. Mas garantiu que foi comemoração pelo resultado e não pelo acesso. Veja a primeira parte da entrevista.

No segundo momento Roberson falou da sua entrada como titular nos últimos jogo. E sobre o fato de seu rendimento crescer junto com a equipe. Por fim convocou a torcida para apoiar o time em Goiânia. Veja o vídeo:

20/11/2011 at 01:34 Deixe um comentário

Mesmo com derrota, Náutico está na Série A

Agora sim! Para afastar qualquer possibilidade de um enorme tropeço, o Náutico está matematicamente na Série A de 2012. O acesso aconteceu graças as derrotas do Bragantino e do Vitória diante do ASA e do São Caetano, respectivamente. Isso por que o alvirrubro perdeu a partida deste sábado (19), por 2×1 para o Boa Esporte, o que não tirou a alegria do torcedor do Timbu que comemorou bastante o acesso. Para a última rodada da Série B, o alvirrubro encara a Ponte Preta, nos Aflitos para ratificar o vice-campeonato.

Como era de se esperar, as duas equipes pouco se ofereceram para o jogo. Sonolentos e preguiçosos tanto Boa Esporte como Náutico preferiram rodar mais a bola do que se arriscar ao ataque. No entanto, na primeira investida concreta dos dois times os gols saíram.

Logo aos 15 minutos, numa jogada pela direita, Valdo aproveitou bobeira da zaga do Náutico e só teve o trabalho de colocar a bola para o fundo do gol. 1×0. O Timbu então passou a ser dono do jogo e não tardou a empatar. Seis minutos mais tarde, após lançamento na área. Kieza recebeu, protegeu a bola e chutou forte para marcar o 21º gol dele no campeonato, se isolando na artilharia.

A partida daí o confronto voltou a ficar desinteressante para ambas as equipes. Afinal, com os resultados paralelos ajudando, o time alvirrubro preferiu tocar mais a bola e esperar a equipe mineira. Que partiu para cima, porém esbarrou em mais uma bela atuação do goleiro Gideão que realizou grandes defesa, aos 38 minutos, depois de espalmar uma cabeçada de Marques.

O roteiro do primeiro tempo se repetiu na segunda etapa da partida. Entretanto, o Boa Esporte voltou mais ligado, já o Náutico voltou com o freio de mão puxado. Todavia, com muitos erros de passes e com uma péssima pontaria na finalização, o time mineiro não assustou muito nos minutos iniciais.

Porém, aos 40 minutos veio o gol que definiu a partida. Depois de boa jogada pela esquerda, o atacante Marques aproveitou falha de Marlon e chutou. No entanto, ele errou o arremate e, por justamente errar, enganou Gideão que deixou a bola morrer no fundo da meta alvirrubra. Mas, o resultado final não atrapalhou a comemoração e a euforia do Náutico, que volta, após três anos à elite!

FICHA DO JOGO:

Boa Esporte: Luiz Henrique; Olívio, Pablo, Cassiano e Marinho Donizete; Claudinei (Marco Antônio), Valdo, Vinícius e Carlos Magno (Maranhão); Higor (Laércio) e Marques. Técnico: Nedo Xavier.

Náutico: Gideão; Peter, Ronaldo Alves (Diego Bispo), Marlon e Aírton; Elicarlos, Everton, Derley e Eduardo Ramos; Rogério e Kieza. Técnico: Waldemar Lemos.

Local: Estádio Dilzon Melo – Varginha/MG

Arbritagem: Felipe Duarte Varejão (ES) Assistentes: Edson Glicério dos Santos (ES) e Leonardo Mendonça (ES)

Gols: Valdo, aos 15, 1T e  Marques, aos 40 do 2T (Boa Esporte); Kieza, aos 21 minutos do 1T (Náutico)

Cartões amarelos: Laércio, Luiz Henrique, Valdo (Boa Esporte);  Derley, Marlon, Peter, Ronaldo Alves, Kieza, Rogério e Gideão (Náutico)

19/11/2011 at 21:08 Deixe um comentário

Sport vence o Paraná e com as derrotas de Bragantino e Vitória entra no G4

Jogadores do Leão comemoraram a vitória sobre o Paraná e os outros resultados da rodada. Foto: Site oficial do Sport

Por Bruno Petronilo

Um noite mágica para o torcedor do Sport. Apesar da vitória sobre o Paraná, na tarde deste sábado (19), por 3×0, o que mais importou para a torcida do Leão, foram as derrotas do Bragantino e Vitória para ASA e São Caetano, respectivamente, que colocaram o Rubro-negro de volta ao G4 da Série B do Brasileiro, com 58 pontos.

O Jogo começou com o Sport partindo para a pressão. Logo no primeiro minuto Marcelinho Paraíba obrigou o goleiro Zé Carlos à espalmar um chute de fora da área. Na base do toque de bola o Paraná tentou sair da pressão e partir para o ataque. Mas o Sport seguiu melhor e sendo o único a criar chances de gols.

Aos oito minutos Willians bateu cruzado e o goleiro espalmou. Quando o Paraná conseguiu equilibrar mais a partida sofreu um duro golpe. Aos 20 minutos Marcelinho Paraíba arriscou de longe e o goleiro não segurou, a bola foi morrer no fundo do gol, 1×0 Leão.

O Paraná perdeu a cabeça e teve dois jogadores expulso. O primeiro foi o atacante Marinho que trocou socos com Saci, mas o juiz só expulso o jogador do Paraná. Um minuto depois Everton que já tinha amarelo foi expulso por fazer falta em Thiaguinho.

Aproveitando-se do homem à mais em campo o Sport ampliou o marcador. Aos 44 minutos, Moacir fez boa jogada pela direita e cruzou para Roberson empurrar para as redes e fechar o primeiro tempo com o 2×0.

O Segundo tempo foi de domínio total do Sport. O time rubro-negro comandou como quis a partida. Tocou a bola e arriscou algumas finalizações. Mas poucas foram as chances claras de gols na etapa final.

O maior perigo foi criado pelo Sport aos 30 minutos em cruzamento de Thiaguinho e cabeçada de Maylson que explodiu no travessão. No mais o leão teve o jogo sob controle e administrou bem o resultado.

Durante todo o segundo, no entanto a expectativa maior da torcida nas arquibancadas era por um gol do São Caetano, que estava perdendo por 1×0 para o Vitória. Foi quando, de repente, a Ilha do Retiro explodiu em emoção. Aos 43 minutos da etapa final, os torcedores receberam a notícia do empate do Azulão.

Não bastasse o empate na Bahia, o Sport tratou de definir o marcador. Roberson recebeu livre na entrada da área e chutou para fazer 3×0. A torcida e o time então passaram a esperar o fim do jogo, quando mais um gol em Salvador fez a Ilha cair mais uma vez na alegria. Aos 45, Geovanne havia virado para o São Caetano, o que fez o Leão da Praça da Bandeira entrar de vez no grupo de acesso à primeira divisão.

FICHA DO JOGO:

Sport: Magrão; Moacir(Bruno Mineiro), Tobi, Gabriel e Wellington Saci; Hamilton, Robston, Thiaguinho e Marcelinho Paraíba(Maylson); Willians(Júnior Viçosa) e Roberson. Técnico: Mazola Júnior

Paraná: Zé Carlos; Marquinho, Flávio Boaventura, Brinner e Lima; Everton Garroni, Itaqui, Cambará e Dinélson(Packer); Marinho e Giancarlo(Jefférson Maranhão). Técnico:Guilherme Macuglia.

Local: Estádio Adelmar da Costa Carvalho (Ilha do Retiro) – Recife/PE

Arbitragem: Péricles Bassols Pegado Cortez (RJ). Assistentes: Marco Santos Pessanha e Wagner de Almeida Santos (RJ)

Gols: Marcelinho Paraíba aos 19 e Roberson, aos 43 do 1T; Roberson, aos 42 do 2T

Cartão amarelo: Moacir e Hamílton (Sport); Flávio Boaventura, Zé Carlos, Everton Garrone, Marquinho e Giancarlo (Paraná)

Cartão vermelho: Marinho e Everton Garrone (Paraná)

Público: 20.040 Renda: R$ 133.955

19/11/2011 at 18:20 Deixe um comentário

Vitória vence, Bragantino goleia e Sport sai do G4

Por Bruno Petronilo

O Sport secava para se manter no G4. O Náutico para garantir o acesso matematicamente neste sábado(12). Mas de nada adiantou. O Vitória venceu o Criciúma e o Bragantino goleou o Goiás e “prejudicou” os dois pernambucanos. O Bragantino segue em 4º lugar e o Vitória em 5º.

Com os resultados o Sport caiu para 6ª posição e três pontos abaixo do Bragantino. Já o Náutico ainda precisa de mais um pontos nos dois jogos finais para garantir oficialmente o acesso. Ou até mesmo uma derrota de um dos dois(Bragantino ou Vitória).

OS JOGOS

Em Salvador, o Vitória fez festa pelos 25 anos do Barradão. O time baiano abriu o placar no primeiro tempo com Fábio Santos. O Criciúma empatou na etapa final com Zé Carlos, mas o mesmo acabou expulso e prejudicou o time. O Vitória conquistou os três pontos com Geovane, de falta, e Neto Baiano, de pênalti.

Confira os gols da partida

Já em Bragança Paulista, o Bragantino surpreendeu ao abrir o placar no primeiro minuto de jogo com Romarinho. Luís Mario ampliou a vantagem ainda no primeiro tempo. O Goiás teve Amaral expulso. E na segunda etapa David Sacconni e Lincom fecharam a goleada para o Bragantino.

Veja os gols da partida:

Bragantino e Vitória voltam a jogar no próximo sábado. O Bragantino recebe o ASA. Enquanto que o Vitória recebe o São Caetano, em Salvador.

12/11/2011 at 17:42 Deixe um comentário

Posts antigos


RSS


Acompanhe o Goleada PE!

Siga o Goleada PE no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Apoio

Blog filiado a ACDP

outubro 2017
D S T Q Q S S
« mar    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031