Posts tagged ‘Clássico das multidões’

Diogo lamenta derrota tricolor no clássico, mas comemora boa atuação individual

Por Aurino Rosendo

O lateral direito Diogo foi um dos poucos a serem elogiados pelo técnico Zé Teodoro na derrota do Santa Cruz sobre o Sport por 3×1. Diante da ex-equipe, o jogador mostrou certo talento, fazendo os tricolores esquecerem das atuações de Eduardo Arroz, o titular da posição. Diogo falou da grata exibição individual, mas não escondeu o descontentamento pelo resultado negativo.

Na opinião do lateral direito, a derrota foi ocasionada por erros cruciais do Santa Cruz, daqueles, na avaliação do atleta, que são fatais quando está se jogando um clássico. Diogo considerou que a derrota veio em pecados cometidos pela equipe tricolor, algo que pode ser facilmente corrigido no decorrer da competição

O jogador demonstrou versatilidade, se movimentando bastante em campo. Diogo contou que foi favorecido pelo esquema tático montado pelo técnico Zé Teodoro, tendo liberdade para ir em busca da bola, o que o deu liberdade para produzir.

Diogo reforçou o discurso de que agora é hora de se fazer um balanço da derrota, procurando identificar o erros determinantes ao resultado. Ele ressaltou que, apesar do Santa Cruz ter perdido em casa para o Sport, é preciso evitar o abatimento, procurando trabalhar para acertar.

17/02/2012 at 03:47 Deixe um comentário

Diego Lima fala da dura missão que teve no Clássico das Multidões

Por Aurino Rosendo

Ao final do Clássico das Multidões desta quinta(16), o goleiro Diego Lima não escondeu o quanto foi surpreendido com a notícia de que teria a responsabilidade de defender o gol do Santa Cruz contra o Sport. Ele revelou que apenas pouco antes da partida foi informado de que iria para o jogo. Ele deu a impressão desta derrota.

O goleiro procurou se desculpar à torcida pela derrota, creditando a ele uma parcela do resultado negativo. O jogador comentou o quanto foi surpreendido com a notícia de que seria titular no clássico. Sobre o imprevisto com Tiago Cardoso, que, segundo Diego, vinha sentindo o desconforto desde segunda-feira, ele disse que se viu em uma situação complicada, pois não atuava há 10 meses, mas procurou dar o melhor de si.

Diego deu a versão dele para a derrota coral no clássico. Na ótica do atleta, o Santa Cruz não foi tão abaixo do esperado, pois o Sport foi oportunista, marcando os gols através das falhas cometidas pela equipe tricolor. O goleiro salientou que o time adversário foi melhor na partida e o parabenizou pela vitória.

Diante da missão que teve neste confronto cercado de rivalidade com o Sport, onde o resultado da partida vai muito além dos três pontos, o goleiro admitiu ter sentido a pressão do clássico. Apesar de pressionado, o goleiro garantiu que procurou fazer o melhor e que não comprometeu. Ele ressaltou a necessidade de erguer a cabeça, após uma derrota como esta, dando sequência ao trabalho.

17/02/2012 at 03:34 Deixe um comentário

As explicações de Zé Teodoro para a acachapante derrota do Santa Cruz no clássico

Por Aurino Rosendo

Não vai ser nenhum pouco fácil ao Santa Cruz digerir os 3×1 da derrota para o Sport, em pleno Arruda. Na opinião do técnico Zé Teodoro,  foi uma partida em que nada deu certo para os tricolores e os rubro negros estavam inspirados. O treinador procurou assumir a responsabilidade pelo resultado adverso, mas apontou para outros fatores, além do alcance dele, para justificar à atuação abaixo do esperado de seus comandados.

Antes de admitir os equívocos, Zé Teodoro manifestou-se de forma contrária à postura do árbitro Ricardo Tavares. Segundo o treinador, o critério do juiz foi prejudicial ao Santa Cruz, pois, na opinião dele, o árbitro ficou ao longo do primeiro tempo fazendo ameaças a Carlinhos Bala e Flávio Recife, jogadores que tomaram cartão amarelo na etapa inicial. Diante deste cenário, o técnico disse que se viu obrigado a sacar os atletas, o que acabou comprometendo com a estratégia que havia elaborado para a partida.

Após o desabafo contra a arbitragem, Zé Teodoro procurou não se eximir da culpa pela atuação apagada da equipe tricolor. Destacou a esperteza do time adversário, que soube aproveitar o erros cometidos pelos tricolores e acabou vencendo o clássico de forma convincente. Zé Teodoro admitiu que a estratégia montada por ele não foi a ideal e procurou justificar quais foram os erros determinantes que levaram a equipe a derrota.

Ele classificou a exibição do time como atípica, onde nada deu certo para o Santa Cruz. Para o treinador, é preciso deixar este “tombo” de lado e focar no Petrolina, próximo adversário e rival direto na briga pelo G-4. O treinador espera que os atletas aprendam com os erros da derrota para o Sport e vai orientá-los na busca pelo entrosamento do grupo.

O treinador lamentou as ausências do goleiro Tiago Cardoso e do meia Weslley, desfalques de ultima hora do time para o clássico. Zé Teodoro comentou o quanto as baixas mexeram com o grupo. Ele ressaltou que essa perdas são fruto da falta de tempo para se trabalhar a arte física dos atletas de maneira adequada. Apesar disso, procurou esclarecer que não foi este o fator determinante para a derrota desta noite.

O treinador frisou que o time ainda está em fase de construção e que ainda está desestabilizado em termos de entrosamento. Ele ressaltou que jogadores como Geílson e Bala ainda não estão no auge da forma física, porém, assim como todo o grupo, têm potencial suficiente para levar o Santa Cruz a reagir na competição e se estabilizar na tabela.

Zé Teodoro comentou sobre o entrevero que teve com Marcelinho Paraíba durante o Clássico das Multidões. De acordo com o treinador, o experiente meia rubro negro estava mandando e desmandando na partida e o juiz nada fazia, o que o deixou desagradado com a conduta do atleta. Ele reforçou que atleta agiu assim, pois faltou pulso forte à arbitragem.

O treinador falou das dificuldades que a equipe vai ter daqui para frente no Pernambucano e que o Santa Cruz precisa estar ciente da realidade. Ele afirmou que vai instruir o elenco para se aplicar focado em ficar entre os quatro primeiro colocados, que garantem vaga na semifinal da competição. Na opinião do técnico, após este objetivo ser alcançado o time vai atuar menos pressionado, de forma a render tudo o que pode.

17/02/2012 at 02:13 2 comentários

Passado e presente postos à prova no Clássico das Multidões

Histórico é do Sport, enquanto presente é do Santa Cruz. Confira os números.

Por Aurino Rosendo

Está chegando a hora da prévia mais concorrida do carnaval deste ano, o Clássico das Multidões, e quis o destino, leia-se Federação Pernambucana de Futebol, que acertou em cheio na sacada, que Santa Cruz e Sport se enfrentassem às véspera dos festejos momescos. E o que vai acontecer nesta noite, será que veremos apenas uma torcida feliz ou vai dar empate e aí ninguém chora e ninguém ri? Difícil prever, de certo é que será um grande espetáculo e não recomendamos a ninguém ficar de fora do capítulo de número 547 deste confronto que seguramente representa uma das maiores rivalidades do futebol brasileiro.

Pouco antes da folia carnavalesca, este clássico tem atmosfera parecida com a do primeiro Santa Cruz x Sport, disputado no dia 24 de dezembro de 1916. Ao longo de 95 anos o confronto proporcionou momentos ímpares de felicidade, ou não, a rubro negros e tricolores. A disputa entre as duas equipes ilustra o quanto o futebol de Pernambuco é forte e apaixonante, merecendo ser passado a limpo o que ocorreu no Clássico das Multidões até aqui. Dessa forma, O Goleada PE esmiúça os números do duelo.

Vitórias do Sport: 216

Vitórias do Santa Cruz: 162

Empates: 148

Gols marcados pelo Sport: 746

Gols marcados pelo Santa Cruz: 638

Títulos Pernambucanos do Sport, sobre o Santa Cruz: 12

Títulos Pernambucanos do Santa Cruz, sobre o Sport: 10

Pelo que podemos observar o Sport leva certa vantagem nos números, porém, o equilíbrio é a marca registrada deste confronto. Segundo o curador da memória do Santa Cruz, Dirceu Paiva, por diversas vezes o Santa Cruz ficou invicto no clássico. O mesmo acontecendo com o Sport. Para ilustrar o equilíbrio, o historiador citou os anos de 82 e 83, quanto Sport e Santa Cruz, respetivamente mantiveram-se invictos sobre o rival.

Se o Sport tem as estatísticas a seu favor, o Santa Cruz tem a série recente como trunfo. Nos quatro confrontos disputado em 2011, os tricolores venceram o arquirrival por três vezes, todas pelo placar de 2×0, e perderam apenas um, com gol de pênalti no último lance da partida.

Teremos pela frente mais um duelo entre Santa Cruz e Sport de tirar o fôlego. Passado e presente postos à prova. Quem vai levar a melhor só saberemos ao final da partida. Porém, certamente seremos privilegiados com mais um espetáculo desta rivalidade sadia, algo sublime, visto em poucos lugares do mundo. Feliz da Torcida Pernambucana.

16/02/2012 at 13:36 Deixe um comentário

Geílson é a novidade entre os relacionados do Santa Cruz para o Clássico das Multidões

Recuperado de lesão, jogador está sendo listado pela primeira vez (Foto: Jamil Gomes - Assessoria SCFC)

Por Aurino Rosendo

O Santa Cruz divulgou a pouco a lista de jogadores relacionados para o confronto contra o Sport, esta quinta-feira(16), no Arruda. Ao todo 21 jogadores foram listados pelo técnico Zé Teodoro, que terá de cortar três jogadores para o jogo. A novidade da lista fica por conta do atacante Geílson, convocado pela primeira vez.

Confira a lista em ordem alfabética:

Anderson Pedra

André Oliveira

Carlinhos Bala

Chicão

Dênis Marques

Diego Lima

Diogo

Dutra

Everton Sena

Flávio Recife

Geílson

Leandro Souza

Léo

Luciano Henrique

Maranhão

Memo

Renatinho

Sandro Manoel

Tiago Cardoso

Weslley

William

15/02/2012 at 19:33 Deixe um comentário

André Oliveira quer que o Sport continue lhe trazendo boas lembranças

Por Aurino Rosendo

No dia 8 de maio de 2011 , data do primeiro jogo da final do Pernambucano 2011, André Oliveira certamente viveu um dos melhores momento da carreira. Nos primeiros minutos daquela partida, o zagueiro Thiago Matias se envolveu em um lance conturbado e acabou levando cartão amarelo. Precavido, o técnico Zé Teodoro sacou o atleta pendurado e colocou em campo André Oliveira que, em uma das primeiras oportunidades com a camisa tricolor, substituiu o titular à altura, contribuindo para a vitória do Santa Cruz sobre o Sport por 2×0. Muito feliz ao recordar o momento, o zagueiro espera ter nesta quinta outra atuação segura para seguir tendo apenas boas recordações do Sport.

Apesar das boas recordações, o zagueiro ressaltou que é preciso deixar o passado de lado e trabalhar à exaustão para que o Santa Cruz conquiste a vitória, ainda mais por jogar no Arruda diante do torcedor. O jogador disse gostar da pressão de clássicos, encarando com normalidade os dias que antecedem o confronto. Ele afirmou estar preparado para mais este duelo contra o Sport.

Ele valorizou a rivalidade que está em jogo nesta quinta. André ressaltou que o resultado da partida vai muito além do três pontos, pois acaba influenciando diretamente na sequência dos dois times na competição. Sendo assim, ele pretende doar-se ao máximo para que o Santa Cruz seja vitorioso, garantido a alegria da torcida tricolor no carnaval.

15/02/2012 at 19:11 Deixe um comentário

Com retrospecto invejável sobre o Sport, Leandro Souza espera manter desempenho

Por Aurino Rosendo

Em dívida, pelo desempenho abaixo do esperado neste Campeonato Pernambucano, com 10 gols sofridos em nove partidas, a zaga do Santa Cruz se apega no retrospecto que teve diante do Sport, ano passado, para dar o melhor neste Clássico das Multidões. Na avaliação do zagueiro Leandro Souza, repetir o desempenho de 2011 sobre o rival, quando sofreu apenas um gol, e de pênalti, em quatro partidas, é preciso. O atleta falou qual deve ser a postura adequada para o setor defensivo do Santa Cruz.

Leandro promete o mesmo empenho daqueles quatro jogos contra o Sport na partida desta quinta. O zagueiro garante que tem uma excelente comunicação com o parceiro André Oliveira e espera que, diante da carência de gols do ataque do Sport, isso possa pesar a favor. Apesar do desejo, ele ressaltou que não se pode descuidar, pois os homens de frente do rival vão querer desencantar no clássico.

Sobre a estratégia a ser dotada pelo sistema defensivo da equipe tricolor, Leandro Souza comentou que basicamente tem de ser aplicado o que os defensores vêm desempenhando regularmente, porém, de forma ainda mais segura. O zagueiro falou também da necessidade dos atacantes cumprirem com as obrigações, fazendo os gols que a equipe precisa para ser vencedora no clássico.

Diante do retrospecto positivo em jogos contra o Sport, Leandro, ao ser perguntado disse que o Clássico das Multidões mais especial que disputou foi o da primeira partida das finais do Pernambucano, quando a equipe tricolor, em plena Ilha do Retiro, venceu a rubro negra por 2×0. Ele espera que aqueles momentos especial se repitam nesta quinta.

15/02/2012 at 18:26 Deixe um comentário

Posts antigos


RSS


Acompanhe o Goleada PE!

Siga o Goleada PE no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Apoio

Blog filiado a ACDP

abril 2017
D S T Q Q S S
« mar    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30