Posts tagged ‘Araripina’

Náutico vence Araripina e assume provisoriamente a liderança do Pernambucano

Por Pietro Iumatti

Não foi um primor de qualidade técnica, mas com um futebol suficiente para o gasto, o Náutico derrotou o Araripina, na noite deste sábado (03), por 3×0, nos Aflitos, e assumiu a liderança do Campeonato Pernambucano com 29 pontos. No entanto, o Timbu pode perder a colocação, caso o Salgueiro vença o América, no Cornélio de Barros, neste domingo, às 16h.

Desfalcado do principal jogador do time, o meia Eduardo Ramos (que ficou de fora por causa de uma virose), o Náutico continuou mostrando um futebol pobre e sem muita criatividade na meia canja. Tanto que o substituto Marcos Vinicius pouco fez na partida e terminou saindo do jogo aos 36 minutos no misto de vaias e aplausos da torcida.

No entanto, quem primeiro chegou ao gol foi o Náutico. Logo aos 6 minutos, Souza – jogador mais lúcido da equipe – driblou o zagueiro e chutou, o goleiro espalmou. Na sobra Rodrigo Tiuí ganhou da zaga e tocou para Marquinho, que cruzou na medida para Siloé abrir o placar.

O gol poderia dar mais tranquilidade ao time. Porém, o que se viu foi o Araripina tomando conta do jogo, sendo articulado por Rosembrick e Cristovão. Enquanto o Timbu se perdeu em campo, chegando a ter quatro volante e nenhum meia armador. Aproveitando o melhor momento na partida, o Bode assustou, aos 21 minutos, com Cristovão que entrou na área e chutou em cima de Gideão, que mandou para escanteio.

Na cobrança, Rosembrick cruzou para Nilson, que de calcanhar mandou para o gol obrigando Gideão a fazer uma ótima defesa. O confronto continuou sem muita emoção e com o Araripina pressionando cada vez mais, tanto que aos 42, Rosembrick recebeu na entrada da área e mandou uma bomba para Gideão fazer grande defesa. O Náutico só se tranquilizou aos 45 minutos, quando Souza cobrou falta e Gustavo se antecipou a zaga e de cabeça ampliou o placar. 2×0.

Com uma vantagem no marcador, o alvirrubro de Rosa e Silva preferiu administrar o resultado e buscar os contra-ataques, já o Bode do Sertão continuou no ataque. Entretanto, o Araripina passou a errar em demasia passes e as finalizações. Aproveitando as falhas do adversário, o Náutico chegou ao terceiro gol, através de Doriélton, aos 14 minutos. Ele aproveitou bom lançamento de Auremir e, de primeira, soltou uma bomba sem defesa para Bruno Grassi.

A resposta do Bode foi rápida, aos 17 minutos, o árbitro Neilson Santos marcou pênalti de Gustavo sobre Cristovão. Na cobrança, Aílton mandou a bola no travessão. O Náutico então se acalmou e passou a ter mais a posse de bola e aos 24 minutos, após mais um contra-ataque Souza achou Doriélton livre, o atacante chutou forte, mas o goleiro Bruno Grassi espalmou no susto.

O Araripina ainda tentou chegar ao gol, entretanto não conseguiu mostrar força no setor ofensivo, além do Náutico ter melhorado na postura defensiva. Agora o Timbu irá encarar o Porto, no meio de semana, nos Aflitos, enquanto o Bode vai continuar no Recife e enfrentará o Sport, na Ilha do Retiro.

FICHA DO JOGO:

Náutico: Gideão; Marquinho (Lineker), Marlon, Gustavo e Jefferson; Souza, Lenon, Derley e Marcos Vinicius (Auremir); Siloé e Rodrigo Tiuí (Doriélton). Técnico: Waldemar Lemos

Araripina: Bruno Grassi; Jamerson, Nilson, Everton e Aílton; Gideon, Jackson, Vassoura (Fabinho Vitória) e Rosembrick (Thiago Orobó); Cristiano Sergipano e Cristovão (Índio). Técnico: Paulo Júnior.

Local: Eládio de Barros Carvalho (Aflitos) – Recife/PE

Arbitragem: Neilson Santos Assistentes: Erich Bandeira e Roberto José

Gols: Siloé, aos 8′, e Gustavo, aos 45 do 1º T, Doriélton, aos 14′ do 2ºT (NAU)

Cartão amarelo: Lenon, Doriélton e Gustavo (NAU) Jackson, Aílton, Jamerson, Gideon, Rosembrick e Cristovão (ARA)

Público: 10.409 Renda: R$ 82.626,00

03/03/2012 at 21:01 Deixe um comentário

Central freia ímpeto do Salgueiro e Araripina goleia o Porto

Enfim alguém conseguiu frear o Salgueiro no Campeonato Pernambucano. Depois de cinco jogos sem perder, sendo quatro vitórias seguidas o Carcará voltou a sentir o gosto de uma derrota. A equipe acabou perdendo para o Central, em Caruaru. O Tropeço não tirou o Salgueiro da liderança, mas o deixou ainda mais próximo de Sport e Náutico que estão à sua caça.

Nos outros jogos da noite o Araripina atropelou, de virada, o Porto por 4×1. Enquanto que o Serra Talhada bateu o Petrolina e por pouco não tirou a Fera Sertaneja do G4 do estadual.

Central  2×0 Salgueiro

A Patativa mostrou que está em evolução após dois bons jogos contra o Sport. O Time não se intimidou com a liderança do adversário e venceu por 2×0. Valdson abriu o placar para o Central aos nove minutos do primeiro tempo. E Júnior Maranhão garantiu a vitória aos 30 da etapa final.

Agora o Carcará vai tentar se reabilitar diante do lanterna América dentro do Cornélio de Barros. Já o Central que assumiu a 8ª posição com 16 pontos vai encarar  o clássico matuto contra o Central. Ambos os jogos acontecem no domingo (04) às 16hs.

Araripina 4×1 Porto

No Chapadão do Araripe, o Bode fez valer a força do Sertão e atropelou o Porto. Apesar do time caruaruense sair na frente, o Araripina virou o jogo e aplicou a goleada de 4×1. Com o resultado o time sertanejo saiu da zona do rebaixamento e ocupa o 10º lugar com 15 pontos. Enquanto que o Gavião entrou na zona da degola com um ponto a menos.

O Porto abriu o placar com Kiros aos 14 minutos. O Araripina só reagiu no segundo tempo. Vanderlei empatou aos seis minutos de jogo. A virada veio com Nilson aos 16 minutos e Cristovão marcou duas vezes(24 e 44 minutos) para decretar a goleada.

Na próxima rodada o Araripina encara o Náutico, sábado às 19hs nos Aflitos. Já o Porto faz o clássico contra o Central no domingo (04) às 16hs.

Serra Talhada 1×0 Petrolina

No clássico sertanejo da rodada melhor para o Cangaceiro. O Serra Talhada aproveitou o abalo do Petrolina, que vem de uma goleada sofrida na rodada passada., para vencer por 1×0. O único gol do jogo foi marcado por Jessuí aos 20 minutos do segundo tempo.

O Petrolina só não saiu do G4 por causa da derrota do Santa Cruz. A Fera Sertaneja segue em 4º lugar com 21 pontos. Já o Serra Talhada assumiu a 7ª posição com 15 pontos ganhos.

Na próxima rodada o Petrolina recebe o Sport. Enquanto que o Serra Talhada vem ao Recife encarar o Santa Cruz. Os dois jogos estão programados para o domingo (04) às 16h.

01/03/2012 at 01:47 Deixe um comentário

Salgueiro vence mais uma e América conquista o segundo ponto no Pernambucano

Por Pietro Iumatti

Salgueiro 3 x 0 Ypiranga

O Salgueiro vai confirmando que não é mais uma surpresa no Campeonato Pernambucano 2012. Jogando no Cornélio de Barros, na noite desta quarta-feira (15), pela 10ª rodada, o Carcará trucidou o Ypiranga, por 3xo e alcançou os 22 pontos, se firmando ainda mais na liderança da competição. De quebra, o time sertanejo manteve os 100% de aproveitamento atuando em casa.

Fabrício Ceará, Alemão e Pio foram os autores dos gols que deram a sétima vitória do Salgueiro no certame.

Porto 3 x 1 Serra Talhada

O Serra Talhada começou melhor o jogo contra o Porto, em Caruaru. Tanto que saiu na frente com Rogério Serra. Porém, o Gavião do Agreste passou a dominar a partida e Aírton, Joélson e Rodolfo Potiguar decretaram a vitória do tricolor. O resultou colocou o Porto na sexta colocação com 14 pontos, já o Serra permanece na vice-lanterna com 9.

Petrolina 0x0 América

O Petrolina perdeu a grande chance de abrir vantagem para o sexto colocado ao só empatar com o lanterna América, por 0x0, no estádio Paulo Coelho. O Tigre, inclusive chegou a perder um pênalti. Com isso, o time da terra do Rio São Francisco foi aos 18 pontos, enquanto o Mequinha conquistou o segundo ponto no campeonato.

Belo Jardim 1×0 Araripina

Belo Jardim e Araripina faziam um jogo de pouca produtividade ofensiva, no Mendonção. O empate chato só saiu do marcador aos 45 minutos do segundo tempo, quando Eduardo Eré marcou o gol que deu a vitória ao Calango. Agora o Belo Jardim foi aos 12 pontos, já o Bode do Araripe ficou nos 11.

15/02/2012 at 22:46 Deixe um comentário

Santa Cruz sofre mais um revés no Sertão

Por Aurino Rosendo

O Araripina bateu o Santa Cruz em seus domínios. O bode do Araripe venceu a cobra coral por 2×0, gols de Vanderlei e Cristovão. Segunda derrota da equipe tricolor no Sertão de Pernambuco. Vitória de muita competência do Araripina que, sem vencer há quatro partidas, procurou, logo de cara, complicar a vida do adversário. Ao Santa, uma derrota para expor a inconstância do time.

Disposto a vencer a primeira no Campeonato Pernambucano e querendo fazer as honras da casa, o Araripina não tomou conhecimento do tricolor. Muito por conta das jogadas de Marcelo Pitbull, Cristovão e Vanderlei, o Bode sertanejo explorou com bastante eficiência os contra-ataques. Contando com a colaboração do setor defensivo do Santa, não demorou muito para a arma surtir efeito. Aos 7 minutos, Marcelo Pitbull cruzou bola na área tricolor pela faixa esquerda, e Vanderlei, se antecipado aos zagueiros, testou, de forma indefensável, no canto esquerdo do goleiro Thiago Cardoso.

Um começo de jogo totalmente inesperado para o Santa Cruz, que, incrédulo, foi em busca da reação. Três minutos após sofrer o revés, os tricolores tiveram uma chance e tanto de igualar o placar. Branquinho foi derrubado na área por Marcelo Pitbull e Sebastião Rufino Filho marcou pênalti. Na Cobrança, Weslley, que já havia desperdiçado uma cobrança no meio de semana, chuto rasteiro no meio do gol, nos pés do goleiro Léo, que desviou.

A perda da penalidade encheu bola do Araripina e trouxe ainda mais intranquilidade para o Santa Cruz. Com isso o Araripina se mandou ao ataque, sempre por meio dos contra-ataques, levando o goleiro Tiago Cardoso a ter bastante trabalho. Em boa parte dos 45 minutos iniciais o Araripina teve chance de construir uma vantagem mais elástica.

Refém do Bode sertanejo, a Cobra Coral conteve as ações adversárias como pôde. Meio tonta pelo início fulgurante do adversário e pela chance de ouro desperdiçada, a equipe tricolor só veio se reestabelecer nos 10 minutos finais do primeiro tempo. Os tricolores impuseram uma pressão sufocante ao Araripina, que se safou graças às defesas do goleiro Léo.

Na segunda etapa, tudo ou nada para o Santa Cruz. O time coral intensificou a pressão e encurralou o Araripina no próprio campo de jogo. A empreitada coral se deu pelos 15 minutos da etapa final. Como não obteve êxito, Zé Teodoro tratou de mandar a campo Carlinhos Bala e Luciano Henrique. Conforme prometeu antes deste jogo, o treinador escalou a equipe no 4-3-3.

E os minutos foram se passando, com o Araripina aceitando a condição de se fechar para garantir o resultado e o Santa Cruz desperdiçando o maior volume de jogo. A formação ousada do Santa não se refletiu em resultado. A equipe tricolor bem que tentou, apertou, usou jogo aéreo, enfim, nada terminou no no fundo do gol.

O que estava difícil veio a ficar ainda pior nos minutos finais de jogo. Fazendo jus a máxima do ‘quem não faz, leva”, aos 43 minutos, a defesa se descuidou e o Araripina, em contra-ataque obviamente, encontrou brechas no setor defensivo tricolor e liquidou a fatura, com Cristovão. Foi o golpe de misericórdia para os tricolores.

Não deu para o Santa Cruz. O time coral perdeu a segunda partida na competição, novamente no Sertão. Se o ataque coral deixou a desejar, o sistema defensivo foi ainda mais determinante para  a derrota. Pela quarta vez neste Pernambucano, o Santa Cruz sofreu um gol através de jogada aérea. Além de acumular sete gols sofridos em cinco jogos. o Santa segue oscilando na competição. É preciso ligar o sinal de alerta, pois, em dois jogos, o time tem um clássico pela frente.

Ficha do Jogo

Araripina: Léo; Jamerson, Serginho, Everton e Aílton; Gideon, Marcelo Pitbull(Fabinho Vitória), Vassoura e Misael; Vanderlei(Marcelo Paraíba) e Cristóvão. Técnico: Mirandinha

Santa Cruz: Tiago Cardoso, Eduardo Arroz, Leandro Souza, André O. e Dutra (Renatinho); Anderson Pedra (Carlinhos Bala), Memo, Natan(Luciano Henrique) e Weslley; Branquinho e Flávio Recife. Técnico: Zé Teodoro

Árbitro: Sebastião Rufino Filho Assistentes: Ubirajara Ferraz e Paulo Stefanello

Gols: Vanderlei e Cristovão(Araripina)

Cartão Amarelo: Fabinho Vitória, Léo, Marcelo Pitbull, Gideon ( Araripina) Anderson Pedra (Santa Cruz)

Público: 5 470 Renda: R$ 35 840

28/01/2012 at 19:58 Deixe um comentário

Imbatível, Náutico vence o Araripina e vira líder

Por Bruno Petronilo

O Náutico segue imbatível no Campeonato Pernambucano de 2012. Na noite deste sábado(21), o Timbu conseguiu a terceira vitória seguida na competição. Bateu o Araripina por 1×0 no Sertão. Sem sofrer gols e com 100% de aproveitamento o Náutico assumiu a liderança do estadual.

As duas equipes fizeram um bom primeiro tempo. Usando da velocidade ambos os times partiram com tudo em busca do gol. O Náutico teve mais facilidade no ataque e acabou sendo melhor ao criar mais chances de gols. O Araripina esbarrou na marcação alvirrubra e pouco conseguiu finalizar.

Logo aos dois minutos o Timbu teve a chance de abrir o placar. A zaga do Araripina falhou na saída de bola e Rogério aproveitou para chutar, mas o goleiro Davi mandou para escanteio. A Resposta do Araripina foi aos sete minutos em cabeçada de Everton que Gideão espalmou.

A Partir daí só o Náutico chegou com perigo. E foi quando apareceu a estrela do goleiro Davi, do Araripina. Aos 14 minutos Cascata deixou Rogério na cara do goleiro, o atacante alvirrubro chutou e Davi fez grande defesa. Quatro minutos depois o goleiro salvou o Bode com uma defesa espetacular em cobrança de falta de Souza.

De tanto insistir o Náutico conseguiu furar o bloqueio e abrir o placar aos 29 minutos. Souza foi até a linha de fundo e cruzou para Rogério, no meio da área, dominar e chutar para o fundo do gol. Com a vantagem no placar o Timbu passou a administrar o resultado. O Araripina não conseguia se livrar da marcação e não chutava com perigo.

Souza voltou a assustar aos 36 minutos com outra cobrança de falta. Mas dessa vez a bola explodiu na trave. Fechando, assim, o bom primeiro tempo do jogo.

Na etapa final o Araripina foi melhor. O Bode voltou mais determinado em busca do empate. Pressionou o Náutico na maior parte do tempo, mas a falta de qualidade na finalização e grandes defesas de Gideão impediram a igualdade no placar.

Nos três minutos iniciais duas grandes oportunidades foram desperdiçadas pelo Araripina. Primeiro uma cabeça de Gideon e depois um chute de Cristovão, ambos foram para fora, mas assustaram Gideão. O Máximo que o Náutico conseguiu fazer foi um chute cruzado de Jefferson aos oito minutos que passou na frente do gol.

O Araripina chegou perto outra vez aos 15 e 16 minutos. Mas dessa vez Gideão apareceu para salvar o Timbu. Ele fez uma defesa segura em chute de Gideon e depois se esticou para fazer uma espetacular defesa em chute cruzado de Marcelo Paraíba. O Náutico chegou a apelar para uma sequência de faltas para segurar o ímpeto do Bode, mas aos poucos, apesar de seguir dominando, o Araripina foi perdendo as forças. E o Náutico equilibrou a partida.

O Timbu teve três chances para ampliar o marcador. Aos 29 minutos Rogério chutou na saída do goleiro Davi, mas Oliveira salvou em cima da linha. Três minutos depois Rogério deixou Siloé cara a cara com o goleiro, mas o atacante errou, de forma inacreditável, e mandou longe do gol. Já aos 37 minutos Rogério fez boa jogada e chutou para boa defesa de Davi.

Nos minutos finais o Náutico se fechou bem. Apertou a marcação, administrou o resultado e garantiu a terceira vitória seguida no estadual. Agora o Timbu torce por um tropeço do Serra Talhada diante do Santa Cruz para seguir firme na liderança.

Ficha do Jogo

Araripina: Davi; Júnior Sertânia, Oliveira, Everton e Aílton; Gideon(Rosembrick), Marcelo Pitbul, Vassoura (Jackson) e Misael; Cristovão e Vanderlei(Marcelo Paraíba) Técnico: Mirandinha

Náutico: Gideão; João Ananias, Diego Bispo, Ronaldo Alves e Jefferson; Souza, Elicarlos, Derley, Eduardo Ramos(Lenon) e Cascata(Siloé); Rogério Técnico: Waldemar Lemos

Árbitro: Sebastião Rufino Filho   Assistentes: Albert Júnior e Aldir Pereira

Gols: Rogério (Náutico)

Cartão Amarelo: Gideon, Cristovão, Marcelo Pitbull, Misael, Oliveira (Araripina); Ronaldo Alves, Eduardo Ramos, Souza (Náutico)

Público: 5 490   Renda: R$ 40 546,00

21/01/2012 at 19:48 Deixe um comentário

Sport arranca empate no Sertão

Por Bruno Petronilo

O Sport sabia que não teria facilidade na estreia. Jogando no forte calor do Sertão o Leão saiu atrás no placar, mas arrancou o empate em 1×1 com o Araripina. Um tropeço que não foi ruim pelas adversidades de uma estreia. E que deixa o Sport na 6ª colocação assim como o Bode do Araripe.

O Jogo no primeiro tempo foi um pouco equilibrado. O Araripina acabou sendo mais objetivo em suas investidas do que o Sport. E deu trabalho para Magrão em dois momentos. Primeiro aos 14 minutos com Júnior Sertânia que chutou forte e o goleiro mandou para escanteio. Depois foi a vez de Cristovão obrigar Magrão a fazer defesaça.

O Sport apesar de atacar não conseguia assustar muito. Até que aos 40 minutos o Araripina conseguiu abrir o placar. Júnior Sertânia teve liberdade pela direita de ataque e cruzou para Vanderlei, de cabeça, abrir o placar. Nervos, o Sport não teve força nem tempo para reagir na primeira etapa.

No segundo tempo o Sport voltou em cima, buscando o gol do empate. Logo aos seis minutos Jheimy perdeu um gol incrível, quase na pequena área ele chutou para boa defesa de Davi. Três minutos depois Renato cruzou para Montoya cabecear perigosamente para fora.

O Melhor futebol apresentado resultou em gol aos 28 minutos. Renato recebeu na entrada da área e bateu tirando do goleiro. Gol de empate que deu ânimo ao time rubro-negro. O Próprio Renato proporcionou duas boas jogadas. Primeiro um chute no travessão. E depois um cruzamento que Willians não conseguiu finalizar.

Mas o embalo foi aos poucos diminuindo e o Araripina equilibrou a partida. As duas equipes buscaram desempatar a partida, mas esbarraram no cansaço físico. E o resultado no fim das contas acabou sendo bom para as duas equipes.

Agora o Sport terá dois jogos no Recife para tentar se reabilitar na competição. Ambos no Arruda contra América e Petrolina.

Ficha do Jogo

Araripina: Davi; Júnior Sertânia, Oliveira, Ivson(Índio) e Aílton; Gideon, Vassoura, Marcelo Pitbul e Misael; Cristovão(Rosembrick) e Vanderlei. Técnico: Mirandinha

Sport: Magrão; Moacir, Tobi, Montoya e Renê; Hamílton, Rithely(Milton Júnior), Naldinho(Renato) e Willians; Anderson Paraíba(Jackson) e Jheimy. Técnico: Mazola Júnior

Gols: Vanderlei (Araripina) e Renato (Sport)

Árbitro: Nielson Nogueira Dias    Assistentes: Erich Bandeira e Pedro Wanderley

Cartão Amarelo:  Aílton e Gideon (Araripina); Tobi, Moacir e Hamílton (Sport)

Público: 6 360   Renda: R$ 43 500,00

15/01/2012 at 18:04 Deixe um comentário

A Emoção está de volta

Santa Cruz levou a melhor em 2011. Quem fica com o título dessa vez?

O Torcedor pernambucano já estava com saudade. Há quase dois meses que não se sentia essa emoção. Depois de tanta ansiedade, tanta falta que o futebol nos fez, a bola voltará a rolar nos gramados de Pernambuco. Começa neste domingo (15) o Campeonato Pernambucano 2012.

Doze times, doze torcidas e um só objetivo, a conquista do título. Entre os principais um significado diferente para o futuro triunfo. O Santa Cruz vai em busca do bicampeonato. O Náutico quer quebrar o jejum de sete anos sem conquista e voltar a sentir o gosto do título. Já o Sport tem a marca de 40 títulos para atingir.

Enquanto isso outros nove times tentam surpreender. O América tenta voltar a ser o Mequinha que fez sucesso e conquistou seis estaduais. E pelo interior oito equipes buscam fazer história e se tornar o primeiro clube do interior a ser campeão pernambucano.

América entra na disputa com o reforço de Larissa Riquelme

Fora estes objetivos temos alguns ingredientes para fazer deste o melhor estadual dos últimos anos. Campos novos, estádios e gramados reformados. Os clubes do interior se reforçando e traçando como meta o Campeonato Brasileiro. Investimentos em marketing para mexer com o torcedor. A segunda fase sendo em mata-mata com vantagem para quem teve a melhor campanha na fase incial.

Esses e outros aspectos engrandecem nosso estadual. E temos a certeza que o torcedor não vai querer perder nenhum momento, nenhum lance deste estadual. Que seja então um campeonato brilhante em todos os sentidos. Arquibancadas lotadas, jogos emocionantes, surpresas, muitos gols e um futebol de qualidade.

Desejamos então um bom estadual a todos. Boa Sorte à todos os clubes. Que o Campeonato Pernambucano 2012 torne-se positivamente inesquecível. E que vença o torcedor pernambucano com alegria, paz e emoção do início ao fim.

15/01/2012 at 12:25 1 comentário

Posts antigos


RSS


Acompanhe o Goleada PE!

Siga o Goleada PE no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Apoio

Blog filiado a ACDP

abril 2017
D S T Q Q S S
« mar    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30