Nos acréscimos Náutico arranca empate com o Santa Cruz

04/02/2012 at 20:05 Deixe um comentário


Por Equipe Goleada PE

O jogo parecia decidido a favor do Santa Cruz. Mas eis que um pênalti para o Náutico, aos 48 minutos do segundo tempo, mudou a história do Clássico das Emoções. O Timbu conseguiu marcar e arrancou o empate em 2×2, na noite deste sábado (04), e manteve-se invicto dentro dos Aflitos. Agora, o tricolor do Arruda chega ao terceiro jogo sem vencer na competição. Uma partida que ficou marcado por reclamações de ambos os lados sobre a arbitragem.

O primeiro tempo foi bastante movimentado e nervoso. As duas equipes procurando o gol. Cada uma tendo seu momento de pressão na partida. E muita reclamação com o árbitro Emerson Sobral pelas suas marcações e também não marcações.

Quem começou melhor foi o Náutico. Com mais posse de bola o Timbu criou três chances nos dez minutos. Primeiro um cruzamento de Lennon aos dois minutos que Diego Bispo chutou e Tiago Cardoso fez boa defesa. Depois foi a vez de Souza, cobrando falta, exigir que o goleiro tricolor fizesse uma defesaça aos seis minutos. E dois minutos mais tarde Eduardo Ramos arrancou pela direita, entrou na área e chutou raspando a trave.

O Santa reagiu de forma fatal. E com um lance que começou polêmico o tricolor abriu o placar. Emerson Sobral marcou falta em Souza próximo a área de ataque do Náutico, mas ele voltou atrás e marcou um impedimento assinalado de forma equivocada pelo assistente. O Santa foi esperto e bateu rápido o impedimento. Carlinhos Bala puxou o contra-ataque e lançou para Flávio Recife que entrou na área, ganhou dos zagueiros e chutou cruzado para o fundo do gol.

A Revolta foi grande por parte do Náutico. Mas os jogadores não se abateram e foram em busca do empate. O Santa até desperdiçou uma boa chance de ampliar em chute de Léo que Gideão se esticou para espalmar aos 18 minutos. Mas aos 24 o Náutico empatou a partida. Cascata recebeu na frente da área e chutou rasteiro para igualar o placar nos Aflitos.

Com o empate o jogo seguiu movimentado. Aos 27 minutos Cascata ganhou um presente da zaga do Santa Cruz e ficou cara a cara com Tiago Cardoso. Mas o meia chutou por cima. O Timbu insistiu aos 31 minutos em cruzamento da esquerda para Cascata. O meia errou o chute e na sequência ele e Derley dividiram com Tiago que segurou firme.

A resposta do Santa Cruz veio aos 40 minutos após escanteio que Léo cabeceou e Gideão fez grande defesa. O Náutico levou perigo aos 44 minutos com Souza cobrando falta que passou rente ao travessão. E o Santa encerrou a etapa inicial com Leandro Cardoso chutando em cima de Gideão que salvou com os pés e garantiu o justo empate.

Na segunda etapa o jogo começou morno. O Náutico com mais posse de bola, porém esbarrando na marcação tricolor o que impedia as finalizações. E assim como no primeiro tempo o Santa Cruz foi fatal em seu primeiro chute. Aos 14 minutos Natan lançou Luciano Henrique. O meia entrou na área livre e cruzou para Carlinhos Bala, mas Elicarlos tentou cortar e mandou para o fundo do gol.

Apesar de seguir com o maior volume de posse de bola, o Náutico só conseguiu responder aos 22 minutos com Derley que chutou de fora, a bola passou rente à trave. No minuto seguinte o mesmo jogador pegou rebote da zaga e chutou forte. A bola desviou na zaga e explodiu no travessão.

O Náutico seguiu tomando a iniciativa e o Santa saindo no contra-ataque. Derley teve a grande chance de empatar o jogo aos 39 minutos. Ele recebeu livre, entrou na área e chutou. Mas Tiago Cardoso fez uma defesaça para escanteio.

O Santa ainda teve uma chance aos 44 minutos quando Bala apareceu livre cara a cara com Gideão e chutou. Mas o goleiro do Náutico fez uma defesa espetacular e evitou uma derrota maior. Eis que aos 47 minutos o juiz marcou pênalti para o Timbu.  Souza cobrou com estilo e empatou o jogo. Atletas e a comissão técnica do Santa ficou revoltada. O juiz apitou o fim da partida antes da bola voltar a rolar e todos do time tricolor foram até ele para bater palmas de forma irônica.

Ficha do Jogo

Náutico: Gideão; Lennon (Dorielton), Marlon, Diego Bispo e Jefferson; Souza, Elicarlos, Derley, Eduardo Ramos e Cascata (Berger); Siloé. Técnico: Waldemar Lemos

Santa Cruz: Tiago Cardoso, Eduardo Arroz, Leandro Souza, André Oliveira (Everton Sena) e Dutra; Anderson Pedra (Luciano Henrique), Memo, Léo e Natan (Sandro Manoel); Carlinhos Bala e Flávio Recife. Técnico: Zé Teodoro

Árbitro: Emerson Sobral   Assistentes: Ubirajara Ferraz e Clóvis Amaral Árbitros Adicionais: Gilberto Castro Júnior e Eduardo Alcantara

Gols: Cascata e Souza (Náutico) Flávio Recife e Elicarlos(contra) (Santa Cruz)

Cartão Amarelo: Marlon, Derley, Eduardo Ramos, Elicarlos, Jefferson, Souza (Náutico); Anderson Pedra, André Oliveira, Carlinhos Bala, Dutra, Eduardo Arroz, Flávio Recife, Léo, Leandro Souza (Santa Cruz)

Anúncios

Entry filed under: Ah é Pernambuco!. Tags: , , , .

Chegada do Náutico para o Clássico das Emoções Léo lamenta erro determinante do juiz, mas destaca atuação individual no clássico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


RSS


Acompanhe o Goleada PE!

Siga o Goleada PE no Twitter

Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Apoio

Blog filiado a ACDP

fevereiro 2012
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829  

%d blogueiros gostam disto: