Sport tira invencibilidade do Náutico e mantém Tabu

29/01/2012 at 17:58 Deixe um comentário


O Náutico entrou com a melhor campanha, melhor defesa e o Sport com o tabu de 16 jogos e sete anos sem perder em casa para o adversário. Mas com um início avassalador o Sport abriu uma larga vantagem no placar. Mas o Náutico reagiu. E depois de um clássico emocionante, o Sport levou a melhor vencendo por 4×3. Com isso o Leão mantém o tabu, quebra a invencibilidade do Náutico e pula para 3º lugar; O Timbu fica em 2º.

Um começo surpreendente e avassalador do Sport na partida. O time aproveitou da velocidade de seus homens de frente e das falhas de marcação do Náutico e abriu 3xo em apenas 13 minutos de jogo. Logo aos dois minutos Marcelinho acertou uma cobrança de falta no travessão. O primeiro gol saiu aos seis minutos com Roberson aproveitando rebote da defesa e chutando para estufar as redes.

Empolgado e embalado pela torcida o Leão fez 2×0 aos 12 minutos. Diogo furou na tentativa de chutar, mas na sobra cruzou para William Rocha cabecear no contrapé do goleiro Gideão. No minuto seguinte a zaga afasta uma bola e arma um contra-ataque. Marcelinho ganha do zagueiro e domina, fica cara a cara com Gideão e rola para Roberson só empurrar para as redes e fazer 3×0.

O Náutico tentou reagir com um chute de Siloé que Magrão defendeu. Mas o Sport teve liberdade ainda até os 20 minutos e poderia ter aumentado. Como o Leão não aproveitou, o Náutico adiantou a marcação e passou a ter mais posse de bola no ataque. Até que aos 27 minutos o Timbu diminuiu o placar com um golaço. Souza cobrou falta com categoria no ângulo de Magrão.

A partir deste gol o Náutico teve o domínio das ações. Recuado, o Sport passou a jogar no contra-ataque. E sem contar com uma falta batida por Souza que levou perigo à Magrão, o primeiro tempo terminou sem mais chances claras de gol para ambas as equipes.

No segundo tempo o Náutico tentou manter o ritmo da etapa inicial. Começou pressionando. E levou perigo aos nove minutos em cobrança de falta de Souza que passou perto da trave. O Timbu voltou a assustar três minutos depois em chute de Siloé que levou perigo, mas foi para fora.

Mas o Sport tratou de fazer o quarto gol e matar o jogo. Aos 15 minutos Marcelinho Paraíba cobrou escanteio e Tobi subiu para cabecear e fazer 4×1. Em devantagem o Náutico foi com tudo para cima. E quase marca aos 22 minutos em cabeçada de Ronaldo Alves que Magrão desviou e Rivaldo salvou em cima da linha.

O Sport perdeu Montoya expulso aos 25 minutos. E aos 28 minutos Derley acertou uma cabeçada e Magrão fez grande defesa mandando para escanteio. De tanto insistir o Náutico chegou ao segundo gol aos 29 minutos com Jefferson chutando da entrada da área no ângulo de Magrão. Um golaço que foi o penúltimo ato do lateral em campo, pois um minuto depois ele também foi expulso.

O Sport recuou para segurar o placar e esperar o contra-ataque. O Náutico segui em cima. E aos 40 minutos o Timbu esquentou o clássico ao fazer o terceiro gol. Lennon chutou cruzado, a bola desviou na zaga e enganou Magrão parando no fundo das redes.

O Drama tomou conta dos minutos finais. O Náutico tentava de todas as formas chegar ao empate. Nervoso o Sport errava passes, dava chutões e não conseguia armar ataques. As torcidas apreensivas tentavam empurrar seus times. Até que aos 48 minutos Gleydson Leite encerrou o primeiro grande clássico da temporada que deixa a impressão que teremos grandes duelos entre os times da capitais neste estadual.

Ficha do Jogo

Sport: Magrão; Thiaguinho, Tobi, Montoya e William Rocha; Hamílton, Rivaldo, Diogo(Moacir) e Marcelinho Paraíba(Wagner Silva); Roberson e Jheimy(Renato). Técnico: Mazola Júnior

Náutico: Gideão; João Ananias (Lenon), Marlon, Ronaldo Alves e Jefferson; Elicarlos, Souza, Derley, Eduardo Ramos(Berger) e Cascata; Siloé. Técnico: Waldemar Lemos

Árbitro: Gleydson Leite   Assistentes: Erich Bandeira e Alcides Lira. Árbitros Adicionais: Neilson Santos e Ricardo Tavares

Gols: Roberson (2), William Rocha e Tobi (Sport); Souza, Lenon e Jefferson (Náutico)

Cartão Amarelo: Montoya, Tobi, Diogo, Marcelinho (Sport); Derley, Elicarlos, Jefferson (Náutico)

Cartão Vermelho: Montoya (Sport) e Jefferson (Náutico)

Público: 24 617   Renda: R$ 266 400,00

Anúncios

Entry filed under: Ah é Pernambuco!. Tags: , , , .

Chegada do Náutico à Ilha do Retiro Presidente do Náutico solta o verbo contra a arbitragem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


RSS


Acompanhe o Goleada PE!

Siga o Goleada PE no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Apoio

Blog filiado a ACDP


%d blogueiros gostam disto: