Na Ilha do Retiro o Sport não perde há 7 anos para o Náutico

28/01/2012 at 16:25 Deixe um comentário


Por Bruno Petronilo

Se formos parar para analisar as estatísticas dos últimos confrontos entre Sport e Náutico iremos observar um equilíbrio. Nas últimas dez partidas foram quatro vitórias alvirrubras, três rubro-negras e três empates. Mas em se tratando de jogos na Ilha do Retiro a história muda. Há sete anos ou 16 jogos que o Sport não perde um Clássico dos Clássicos dentro de casa.

A última vitória do Náutico na Ilha foi em março de 2004 pelo estadual por 3×1. A Força do Leão dentro de casa é tão grande neste clássico que nem uma invencibilidade de oito jogos do Náutico foi páreo para impedir a vitória rubro-negra no último confronto entre os dois dentro da Ilha do Retiro.

O Sport vinha pressionado. Estava em uma situação difícil na Série B de 2011. Tinha sido humilhado no jogo anterior em Varginha pelo Boa Esporte por 3×0. Mas a confiança do então técnico Mazola Júnior era grande. Desde que desembarcou no Recife um dia depois da derrota para os mineiros o treinador afirmava que o Sport venceria o clássico. ” O leão está ferido e o jogo será na jaula do Leão”, afirmou ao desembarcar no aeroporto.

Na coletiva antes do jogo Mazola voltou a afirmar sua confiança na vitória. Até brincou com a pressão em cima dele. E disse que não se sentia ameaçado pelo clássico. Confira as declarações do treinador um dia antes do jogo:

A Torcida atendeu o pedido do treinador e lotou a Ilha incentivando o time. Dentro de campo os jogadores corresponderam à expectativa e confiança do treinador e da torcida. O Sport deu um verdadeiro nó tático no Náutico. O goleiro alvirrubro Gideão evitou uma goleada com grandes defesas ao longo do primeiro tempo.

Mas na etapa final o Sport entrou para decidir o Jogo. Marcelinho Paraíba abriu o placar em um cruzamento traiçoeiro que surpreendeu à todos e foi morrer no fundo do gol. Depois foi a vez dele cruzar para Maylson empurrar para as redes e decretar a vitória rubro-negra quebrando a invencibilidade de oito jogos do Náutico na competição.

Maylson comemora gol que decretou a vitória do Sport sobre o Náutico no último jogo na Ilha (Foto: Site Oficial do Sport)

Depois do jogo Mazola agradeceu o apoio da torcida. Emocionado ele dedicou a vitória ao presidente Gustavo Dubeux que sofreu toda pressão junto com ele e também aos jogadores. Além de se explicar e pedir desculpa aos jogadores e torcedores do Náutico pela declaração dada antes da partida. Veja a coletiva do treinador:

Será que neste domingo a história se repete? Irá o Sport conseguir manter o tabu? Ou o Náutico finalmente vai voltar a vencer na Ilha do Retiro? A campanha, o histórico pré-jogo tem algumas coincidências como o momento do Náutico que é melhor, além da invencibilidade. Mas o Sport, dessa vez, não vem de derrota. E a pressão é grande, mas não tanto como no momento daquele último confronto na Ilha do Retiro.

Anúncios

Entry filed under: Ah é Pernambuco!.

Sport ainda não está definido para o Clássico A história do último Clássico dos Clássicos – Alegria só para o lado alvirrubro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


RSS


Acompanhe o Goleada PE!

Siga o Goleada PE no Twitter

Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Apoio

Blog filiado a ACDP


%d blogueiros gostam disto: