Valeu, Marcos! A trajetória de um santo ídolo

08/01/2012 at 12:55 1 comentário


Goleiro anunciou nesta semana que encerrou a carreira(Foto: Site oficial do Palmeiras)

Por Aurino Rosendo

Na última quarta-feira(4), o goleiro do Palmeiras, Marcos, decidiu pendurar as luvas após 20 anos de clube, algo incomum no futebol moderno. Mais que ídolo palmeirense, o agora ex-jogador, é tido por companheiros de clube e adversários como um sujeito dos mais carismáticos no mundo da bola. O sentimento também é compartilhado nas arquibancadas, onde raramente se vê algum tipo de rejeição a ele. Aliado a isso, Marcos tem um desempenho invejável debaixo das traves. No Palmeiras defendeu o time em diversas conquistas, a maior delas a Libertadores, de 1999. Pela Seleção, foi campeão do mundo, em 2002. Por tudo isso, falar desta “lenda” é algo bastante extenso e prazeroso.

Marcos Roberto da Silva Reis, nascido no dia 4 de agosto de 1973, em Oriente/SP, filho de Landislau Silveira Reis e Antônia Reis, operou os primeiros milagres da carreira atuando pela equipe do Lençoense, da cidade de Lençóis Paulista/SP. Ele ficou no clube do interior entre 1990 e 1992, quando foi ao Palmeiras fazer teste e acabou sendo aprovado pelo renomado preparador de goleiros do clube, Carlos Pracidelli. Começavam ali os milagres de Marcos com a camisa do “Verdão”. Bastou o goleiro chegar ao Palestra Itália, que no primeiro ano do clube ele contribuiu para pôr fim ao jejum de 19 anos sem títulos nas categorias de base.

Marcos, na chegada ao Palmeiras, em 1992

A estreia de Marcos como profissional aconteceu no dia 16 de maio de 1992. Em um amistoso contra o XV de Jaú, vencido pelo Palmeiras por 4×0. Na ocasião Marcos defendeu um pênalti, seria mero acaso? Obviamente não. Apesar do início promissor no Alviverde Paulista, Marcos chegou ao clube no momento em que a Parmalat investia pesado no clube. O dinheiro jorrava no Palestra Itália, e com isso, o goleiro teve de passar sete anos como reserva. Vale ressaltar que, neste período, sempre que exigido dava conta do recado. Prova disso, foi convocado pela Seleção Brasileira para amistosos, em 1996.

Como se tivesse plena consciência do talento que tinha em mão e de que estava no clube certo para brilhar, Marcos seguiu no Palmeiras esperando o momento certo para se firmar. Não por acaso, ele é conhecido pela torcida do Palmeiras como “São Marcos”. E como obra divina, o goleiro conquistou a vaga de titular no time Paulista. Às vésperas do segundo confronto contra o Corinthians, válido pela primeira fase da libertadores de 99, o unânime Velloso se lesionou, dando Lugar a Marcos, que conduziu o Palmeiras a conquistar à América naquele ano.

Firmado como titular e “santo” no gol do Palmeiras, era chegada a hora de Marcos fazer milagres pela Seleção Brasileira. Na Copa do Japão e da Coréia, em 2002, o goleiro foi o titular da seleção que conquistou o pentacampeonato do mundo. Marcos teve papel fundamental naquela conquista, atuado de forma destacada em jogos contra a Bélgica, nas oitavas, e a Alemanha, na grande final.

Depois da memorável conquista com a seleção brasileira, o goleiro passou por um momento turbulento na carreira. Ainda em 2002, o Palmeiras foi rebaixado à Segunda Divisão do futebol brasileiro. O baque do Palmeiras parecia ser o ponto final da trajetória no clube que lhe deu tudo na carreira. Porém, não à toa, ele é chamado de santo pelos palmeirenses. O goleiro ficou, e para ficar recusou uma milionária proposta do Arsenal/ING. À época, Marcos relatou que o mais importante era ficar próximo dos pais e levantar o clube que tanto ama.

Sobre esta saga de Marcos na Série B, com o Palmeiras, o goleiro acabou complicando a vida Sport, vítima preferida dele em Pernambuco. Na Segundona de 2003, pela última rodada do quadrangular final, Palmeiras e Sport se enfrentaram em Garanhuns/PE e o “Verdão” venceu por 2×1 matando as chances de classificação à elite do rubro-negro.

Apesar de ser muito querido, Marcos não traz boas lembranças aos Pernambucanos, sobretudo os torcedores do Sport. Em maio de 2009, durante as oitavas de final da libertadores, o goleiro conseguiu conter às ações do Leão, que venceu no tempo normal por 1×0, e levou a decisão para os pênaltis. Nas penalidades, Marcos defendeu as cobranças de Luciano Henrique, Fumagalli e Dutra, classificando o Palmeiras as quartas de final da competição.

Depois da superação das dificuldades, em 2003, Marcos encontrou outros empecilhos na carreira. Ele contraiu lesões que o impediram de operar seus milagres. Santo que parece ser, Marcos espalmou para longe as adversidades e a redenção veio em 2008, após 11 meses sem jogar, o goleiro foi peça mais do que importante na conquista do Campeonato Paulista pelo Palmeiras.

Nos últimos anos, a bomba relógio chamada Palmeiras, muito por conta do racha político que existe no clube, viveu anos turbulentos, momentos indignos à tradição do clube e consequentemente a Marcos. O santo goleiro cansou-se, mais do que isso, seu corpo o indicou de que não dá mais para ele continuar. É totalmente aceitável, “São Marcos”. Seus milagres ficarão para sempre registrados na memória dos amantes do futebol.

Veja entrevista entrevista de Marcos ao site oficial do Palmeiras, em que ele fala alguns fatos da Carreira:

Anúncios

Entry filed under: Futebol Nacional. Tags: , , , .

Zé Teodoro comenta pré-temporada do Santa em Chã Grande Sport vence e ainda respira na Copa São Paulo

1 Comentário Add your own

  • 1. Patrícia Tavares  |  10/01/2012 às 19:58

    Nossa, muito bom o texto….Gosto muito do Marcos, mas confesso que há muitos detalhes de sua carreira que eu desconhecia e que fiquei sabendo a partir desse Post. Parabéns!

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


RSS


Acompanhe o Goleada PE!

Siga o Goleada PE no Twitter

Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Apoio

Blog filiado a ACDP


%d blogueiros gostam disto: