Justiça Federal nega pedido do Flamengo e Sport segue único campeão de 1987

29/11/2011 at 11:43 Deixe um comentário


Por Bruno Petronilo

O Título de Campeão Brasileiro de 1987 ganhou mais um capítulo em sua história. Inconformado em não ser considerado campeão, o Flamengo entrou com um pedido na justiça federal para que a resolução da CBF publicada no início de 2011 dividindo o título entre o clube carioca e o Sport fosse reconhecida. No entanto o desembargador federal, Francisco Cavalcanti, negou o pedido do clube carioca.

Com isso o Sport segue como único campeão brasileiro de 1987. É mais uma vitória do clube pernambucano na justiça. A última vitória do Sport tinha sido em Junho quando a CBF foi obrigada pela justiça a reconhecer o Leão da Ilha como único campeão. Certamente, como sempre faz, o Flamengo deve recorrer. Mas o Sport seguirá como único e legítimo Campeão Brasileiro de 1987.

Confira o texto do desembargador Federal:

Publicado em 28/11/2011 – DECISÃO – Agravo de instrumento, recebido apenas no efeito devolutivo, foi interposto contra decisão que, examinando requerimento de cumprimento de sentença do Sport Club do Recife, ora agravado, deferiu pleito para que a CBF revogasse a Resolução da Presidência RDP nº 02/2011, a qual havia proclamado também campeão brasileiro de futebol profissional de 1987 o Clube de Regatas do Flamengo, ora agravante, e editasse outra resolução, na qual constasse, em estrita observância à sentença proferida nos autos originários, o reconhecimento do Sport Club do Recife como único campeão daquele ano.Ocorre que, em informação colhida no sistema de acompanhamento processual (fls. 877/878), foi proferida sentença declarando “satisfeita a pretensão” do Sport Club do Recife e “extinguindo o processo com resolução do mérito, nos termos do art. 794, I, do CPC”, tendo em vista que a CBF juntou ”cópia da Resolução da Presidência (RDP) nº 06/2011, que anulou a RDP 02/2011″, e o ora agravado, intimado “acerca da satisfação do julgado”, “manteve-se silente”.Assim, ante a sentença de extinção da execução, resta sem objeto o presente agravo, que, por isso, julgo prejudicado.Oportunamente, remetam-se os autos ao Juízo de origem. P.I. Recife, 17 de novembro de 2011. Juiz FRANCISCO CAVALCANTI – Relator

Anúncios

Entry filed under: Ah é Pernambuco!, Futebol Nacional. Tags: , , , , , , .

Náutico lança documentário sobre acesso Ronaldo Fenômeno é escolhido para comandar Comitê Organizador da Copa de 2014

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


RSS


Acompanhe o Goleada PE!

Siga o Goleada PE no Twitter

Erro: Assegure-se de que a conta Twitter é pública.

Apoio

Blog filiado a ACDP

novembro 2011
D S T Q Q S S
« out   dez »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

%d blogueiros gostam disto: